18 June 2011

Um raio de esperança

Espero não estar a lançar foguetes antes da festa, mas a confirmação da condenação de Isaltino Morais pelo Supremo enche-me de esperança de que afinal o tempo dos políticos descaradamente corruptos terá acabado. A paciência do povo português para aceitar ladrões do erário público só porque "fizeram muito pela nossa terra" sempre me pareceu de um terceiro-mundismo e egoísmo de tal forma retrógrado e repugnante que me dava vergonha ver pessoas inteligentes a defendê-los, o que acontecia frequentemente e de acordo com as cores políticas do acusado. Como não tenho partido, e depois de ter visto o exemplo dos ingleses ao prenderem cinco deputados depois do escândalo das despesas do seu parlamento, espero do fundo meu coração que esta decisão do Supremo marque o começo do fim da era dos ladrões populistas.